Open/Close Menu

Informações para Contato

Praça John Kennedy, S/N - Centro
Palácio das Águas - CEP: 13930-000

Telefone
Horário de Atendimento ao Público

8h às 17h

Calendário Municipal de eventos está suspenso enquanto perdurar a pandemia

O Carnaval, previsto no calendário brasileiro de 13 a 16 de fevereiro de 2021, está suspenso em Serra Negra, bem como o Calendário Oficial de Eventos do município, enquanto perdurar a pandemia de covid-19.
Nesta quarta-feira, 13, o prefeito assinou o Decreto nº 5.142, que “dispõe sobre a suspensão dos eventos constantes do Calendário Oficial do Município e dá outras providências”.
“Os grandes centros do Carnaval, como São Paulo, Rio de Janeiro e Bahia suspenderam seus eventos. Nós também. Esperamos que os turistas se hospedem em nossa rede hoteleira para descansar, seguindo os protocolos, especialmente distanciamento, uso de máscara e álcool gel”, disse o prefeito.
O decreto também proíbe a locação ou utilização de chácaras de veraneio situadas no município, para a realização de eventos que causem aglomeração de pessoas (festas, baladas, shows e churrascos), além de limitar a atuação de feiras livres e da feira noturna, proibindo música ao vivo e permitindo somente a comercialização de produtos hortifrutigranjeiros e artesanato.
A decisão foi tomada pelo prefeito em conjunto com secretários municipais e integrantes do Comitê Municipal de Acompanhamento de Ações de Prevenção e Controle do Novo Coronavírus devido ao crescimento no número de casos no município e na região.
Na última terça-feira, 12, ele participou da reunião do comitê, que ocorreu na Escola Profissionalizante José Franco de Godoy para garantir o necessário distanciamento social, e pediu reforço na orientação e na fiscalização quanto às medidas sanitárias de prevenção ao contágio da doença. O prefeito salientou também a importância de que seja empregada uma logística eficaz de transporte, armazenamento, aplicação e segurança das doses das vacinas, bem como no estoque de agulhas e seringas.
“Quero que corram atrás do que for preciso fazer para que toda a população possa ser vacinada. Não tem nada mais desesperador do que ver uma pessoa passando mal, sem conseguir respirar. O momento é de prioridade máxima para a vacinação. Quanto mais rápido for a vacinação, mais vidas vamos salvar”, ressaltou.
Acesse o documento na íntegra AQUI.
ARQUIVOS:
COMPARTILHE: