Open/Close Menu

Informações para Contato

Praça John Kennedy, S/N - Centro
Palácio das Águas - CEP: 13930-000

Telefone
Horário de Atendimento ao Público

8h às 17h

Em uma audiência pública realizada na última terça-feira, dia 22, no Mercado Cultural, a equipe da Universidade São Francisco (USF) que está produzindo o Plano de Mobilidade Urbana de Serra Negra apresentou dados colhidos diretamente com a população – entre moradores e turistas.
Na presença de representantes do Executivo e Legislativo, foram expostas as principais observações referentes à fluxo de veículos, deslocamentos dos munícípes (tempo, motivo e veículo utilizado), implantação de ciclovias, de estacionamento rotativo, acessibilidade, entre outros. Para os turistas, foi questionando ainda quanto à sinalização, conservação de vias e calçadas, infraestrutura, etc.
Para a coordenadora da equipe da USF, professora Cândida Baptista, esse momento de planejar ações é também ideal para quebrar paradigmas. “Serra Negra tem uma boa avaliação na opinião de seus moradores e visitantes. Há dificuldades pontuais como falta de estacionamento no Centro que é possível solucionar, mas para isso é preciso adotar novos costumes. A maioria gasta até 10 minutos para chegar ao seu trabalho, então esse trajeto poderia ser feito de diferentes formas, que não cada um no seu carro”, comenta ela.
Foram ao todo 388 questionários respondidos por municípes e 149 por turistas. Em resumo, as avaliações indicam que é preciso melhorar e padronizar as calçadas; adequaar as faixas de pedestres; disponibilizar transporte público de acordo com necessidades da população; implantação do estacionamento rotativo; inserção de bolsões de estacionamento; mais bicicletários, etc.
“Essa questão do estacionamento rotativo é importantísmo para todos. Apesar de 66,5% da população local não desejar o serviço, foi detectado nas visiitas técnicas que há muito carro no Centro da cidade. E muitos estacionados o dia todo. Isso é ruim para o próprio comerciante, porque o cliente acaba desistindo de comprar, por não encontrar a vaga. E o cliente pode ser da cidade ou turista”, ressalta Cândida. A proposta de implantar ciclovia na cidade também foi bem aceita, com 83% de aprovação, quando sugerida na Av. Juca Preto, sentido Centro.
A professora alertou ainda aos presentes na audiência que a maior parte dos turistas vêm passear em Serra Negra, por lazer, então é preciso oferecer atrativos de entretenimento e com qualidade para eles. “A compra é consequência. Mas se não encontrar o estacionamento ou o lazer por aqui, vão preferir ir para outra cidade”, disse.
A proposta do Plano, segundo Cândida, é definir metas para curto, médio e longo prazo para o município, visando a inclusão de todos em todos os serviços da cidade, com sustentabildiade, segurança e equidade no ir e vir. “E para receber verbas federais para serem aplicadas em mobilidade urbana, o município deve ter esse Plano elaborado e aprovado pelos vereadores”, diz ela. .
A entrega do Plano Final à Prefeitura deve ser feita entre novembro e dezembro, em cerimônia na sede da USF. Depois deve ser encaminhado para Câmara Municipal para votação. Ele tem validade de 20 anos, devendo ser revisto a cada 10.
Veja a apresentação completa clicando AQUI.
ARQUIVOS:
COMPARTILHE: