Médicos Cubanos têm aprovação nos Postos de Saúde da Família de Serra Negra

28/07/2014 16:03:40

A chegada dos médicos cubanos a Serra Negra tem gerado expectativas entre os munícipes usuários da Rede Pública de Saúde, tanto sobre a competência desses profissionais, tanto em relação à língua, no que se refere ao entendimento do diálogo entre médico e paciente e, por esse motivo, com o objetivo de acompanhar a atuação dos médicos cubanos em nossa cidade, que vieram por meio do Programa do Governo Federal Mais Médicos, o Prefeito Municipal  faz questão de acompanhar o serviço prestado por eles nos Postos de Saúde da Família.

Após ter passado por treinamentos e período de adaptação, conhecendo a rotina de todas as unidades de Saúde do município, inclusive o CAPS (Centro de Atenção Psicossocial), a Vigilância Epidemiológica, Ambiental e Sanitária, os quatro médicos cubanos estão atuando desde o início do mês de Maio na rede pública de saúde da cidade.

A enfermeira chefe do Posto de Saúde da Família da Praça Lions, região central, explicou que a população está muito satisfeita com o atendimento dos médicos. Assim confirma a paciente Joselene Cuba Tonholi, 21, “gostei muito do atendimento da Dra. Mayte, achei que resolveu o meu problema, ela nos dá uma atenção maior do quê os outros médicos, estou no retorno para que possa ter um acompanhamento do tratamento”.  Já a paciente Antonia Oliveira Campos, 33, ressaltou o contentamento com o Dr. Roberto, “ele ficou comigo aproximadamente uns 25 minutos na primeira consulta, me pediu exames para que eu pudesse fazer um check-up e hoje estou retornando para mostrar os exames. Ele explica bem devagar e pergunta várias vezes se agente entendeu, isso demonstra que o médico tem interesse pelo problema do paciente.”

Segundo as pacientes, a língua não é um problema, porque eles são atenciosos a ponto de não deixar o paciente sair da sala sem confirmar o entendimento do quê foi explicado no decorrer da consulta.

Para a Dra. Mayte Bautista Castillo, “atendemos dentro do tempo que o paciente carece de explicação, orientando-o de como melhorar a sua qualidade de vida através de uma alimentação saudável, de tomar apenas o medicamento necessário, porque muitos pacientes não têm essa percepção”, comentou a doutora.

Para o Dr. Roberto Perez Viera, “Os pacientes de doença crônica, por exemplo, um paciente diabético, nós examinamos, lhe mandamos fazer os exames, avaliamos o resultado desses exames, fazemos o controle do tratamento indicado e um acompanhamento mensal desse paciente aqui na unidade do Posto de Saúde da Família”, disse o médico.

Já os outros dois médicos, Dra. Yoanka Naranjo Fundora e Dr. Yoel Martinez Guzman, atuam nos postos mais próximos a comunidade local. A Dra. Yoanka atende no Posto do Alto das Palmeiras e ressalta a importância da atenção do secretário da saúde com o atendimento aos munícipes mais necessitados, “A estrutura aqui do Posto de Saúde ajuda muito, tem salas para vacina, para exames de papanicolau, tem consultas com pediatria, ginecologista, serviço de fisioterapia, farmacologia, e trabalhamos todos os colegas médicos ajudando uns aos outros e trocando experiências, além de termos 6 agentes comunitários que visitam e pesquisam a comunidade, por exemplo, as pessoas com doenças crônicas, os pacientes acamados em estado final, e nós médicos visitamos uma vez por semana indo à casa do paciente, com todo o auxílio do secretário da saúde, que nos sede motorista para chegarmos até o local  e outras necessidades que apresentamos à ele, nos dá uma atenção especial, aí consultamos e tratamos esses pacientes que não podem se dirigir ao posto de saúde”, ressaltou a doutora.

A paciente Maria Aparecida de Oliveira, 56, declarou que “as pessoas no bairro estão falando muito bem dos novos médicos, estão gostando, porque são atenciosos e bons profissionais”.

Já o Dr. Yoel elogia a equipe que trabalha no Posto de Saúde da Família do Bairro do São Luís, “o trabalho está sendo ótimo na cidade, graças aos companheiros como as técnicas de enfermagem, a farmacêutica que é o meu braço direito e os agentes comunitários, os quais são importantíssimos, uma vez que conhecem os pacientes, a vida pessoal deles, e comentam conosco, facilitando assim, o tratamento que podemos dar a esses pacientes que estão impossibilitados de virem até o posto, os quais priorizamos e visitamos duas ou até três vezes por semana em sua residência, dependendo do quadro de saúde do paciente”, enfatizou o doutor.

Segundo a Patricia, filha da paciente Aparecida Neli, a qual tem atendimento priorizado pelo Dr. Yoel, no bairro São Luís, disse que era desses profissionais que a cidade precisava e parabeniza o Prefeito pela iniciativa de trazê-los, “hoje mesmo, o dr. Yoel fez uma visita a minha mãe e ela beijou as mãos dele e pediu encarecidamente que nunca vá embora da nossa cidade, porque ele dá atenção especial à ela, conversa, não é só um médico é um amigo, e o quadro de saúde dela melhorou muito após as visitas e o tratamento médico”, ressaltou com elogios ao doutor.  

Os médicos também deram início aos estudos de Especialização da Saúde da Família, na modalidade à distância, proporcionado pelo UNA-SUS-UNIFESP – Universidade Aberta do SUS - Universidade Federal de São Paulo, com o objetivo de aprimorar a integração ensino-serviço e proporcionar aos profissionais de saúde uma melhor formação, com intuito de elevar a qualidade do SUS para todos os cidadãos.

 O Prefeito Municipal ressaltou estar satisfeito com os serviços prestados pelos médicos de Cuba, “estou contente com o trabalho dos médicos, tenho ouvido muitos elogios pela cidade e isso demonstra os esforços da nossa equipe da Saúde em proporcionar melhor atendimento e comprometimento com a população”.

 Segundo o secretário da Saúde, “os quatro médicos estão atendendo mensalmente 2.000 consultas a mais na nossa rede pública de Saúde, o que certamente está suprindo a nossa demanda de pacientes”, afirmou.

 O contrato dos profissionais do Programa Mais Médicos no município tem duração de três anos. O custo por profissional é em média R$12 mil por mês, sendo que R$ 10mil são custeados pelo Governo Federal, e os R$ 2 mil restantes, para pagamento de moradia e alimentação, são custeados pelo município. Segundo afirmam os quatro profissionais em entrevista realizada, que recebem um valor inferior aos R$10mil pelo Ministério da Saúde.

 

Voltar

Fotos

LOCALIZAÇÃO
Praça John Kennedy, S/N - Centro
Palácio das Águas - CEP: 13930-000
Serra Negra, SP - (19) 3892-9600
Horário de Atendimento ao Público: as 13:00 as 18:00
CANAIS OFICIAIS
           
Logo Desenvolvido por Frequência