Combatentes serranos da 2ª Guerra são homenageados

10/05/2019 11:31:15

Nesta sexta-feira, 10 de maio, foi comemorado o dia da vitória em Serra Negra. Celebração anual que faz homenagem aos combatentes brasileiros da Segunda Guerra Mundial, ocorrida entre os anos de 1939 e 1945 do século passado.

Serra Negra enviou à Europa 18 soldados que estiveram na linha de frente da luta, e do lado certo da história, vencendo a guerra junto ao grupo dos chamados Aliados, liderados por Estados Unidos da América e Inglaterra.

A Praça Barão do Rio Branco é o local escolhido todos os anos para fazer a celebração de tão importante data, que homenageia e condecora os pracinhas serranos, e que tem a participação do Tiro de Guerra do município vizinho de Amparo - SP, bem como a presença de autoridades municipais dos três poderes da república.

Oswaldo Saragiotto é o único militar serrano vivo que esteve na Segunda Grande Guerra. Sua história no front é um exemplo de cidadania e valentia para defender a honra de um povo e a justiça social. Aos 99 anos ele lembra que, sem proteção alguma para o rigoroso frio da Itália, onde desembarcaram os soldados brasileiros, e furtados de qualquer experiência de combate, os corajosos guerreiros enfrentaram o inimigo: "Estávamos ali para servir. Se não fossem os norte-americanos a nos ajudar, não teríamos nem sequer roupa para o inverno de menos vinte graus celsius", diz.

Para ele, estar de volta é a maior das lembranças que a guerra lhe conferiu: "Estar vivo é o maior presente. Corríamos riscos diversos, desde ser alvejados pelo oponente até pisar em uma mina e perdermos uma perna, por exemplo. Estou vivo e bem. E quando voltamos à Serra Negra, a recepção foi uma coisa extraordinária. De volta ao Brasil, paramos no Rio de janeiro. De lá, viemos à Campinas e só depois chegamos em Serra Negra com muita festa", conclui o ex-combatente, que também foi reverenciado pelos militares presentes.

Os combatentes de Serra Negra que partiram para os campos de batalha na Europa já falecidos são Alberto Marciano, Ari Carei Vieira, Alberto Mainente, Antônio Fuim, Antônio Silveira Patrício, Alcides Batista Bueno, Antônio Poleto, Carlos Venturini, Décio Fioranti, Giordano Marchi, Mauro da Cunha Canto, Nadir Alves de Almeida, Roberto Gambeta, Rômulo Testa, Sebastião Pinto Silveira e Pedro Leme de Assis. Eles foram representados por familiares.

O diretor de Cultura do município, agradece a todos que mantêm viva a história dessa conquista, em especial a Oswaldo Saragiotto e ao Tiro de Guerra, que honradamente presta homenagens também em nossa cidade: "Hoje é um dia de homenagear a todos os pracinhas, não somente os de nossa cidade, mas a todos os brasileiros que deram a vida pelo nosso país e pela liberdade de outros povos. Temos aqui o exemplo do senhor Oswaldo Saragiotto, que é um ícone vivo de nossa história. Devemos prestar toda honra a homens como ele". Ele também agradece ao Tiro de Guerra de Amparo, por estarem sempre à disposição dos eventos locais: "Nessa data tão importante, quero agradecer a todos desta corporação maravilhosa, que participam conosco desta homenagem aos nossos pracinhas", finalizou.

Serra Negra tem viva em sua memória a conquista da liberdade e da vitória, para eternizar ao mundo que a participação brasileira esteve do lado certo da história, daqueles que pregam liberdade, paz e justiça, sem, contudo, afetar a soberania de um povo e seus direitos.

Voltar

Fotos

LOCALIZAÇÃO
Praça John Kennedy, S/N - Centro
Palácio das Águas - CEP: 13930-000
Serra Negra, SP - (19) 3892-9600
Horário de Atendimento ao Público: 8h às 17h
CANAIS OFICIAIS
           
Logo Desenvolvido por Frequência