Funcionários da educação pública têm palestra sobre primeiros socorros

13/03/2019 20:18:41

 

Chovia lá fora, e pela janela Catherine podia ver as gotas de água caírem no gramado verde no quintal de sua casa. Como outro dia qualquer, acordou cedo, vestiu o uniforme, tomou o café da manhã e partiu em direção ao serviço. Ela não imaginou que aquela manhã faria dela uma heroína para sempre.

Ao chegar à escola, onde trabalha há alguns anos, a experiente atendente deixou o guarda-chuva na porta, limpou os pés no tapete e, com as mãos molhadas, tentou sem sucesso secar o rosto. Partiu em direção ao refeitório, onde dentro de instantes os primeiros bebês chegariam para a hora do lanche. No cardápio, leite fresco morno e pãezinhos, mas só para os maiores.

Uma daquelas crianças, porém, sofria com a dificuldade de respirar, um fato ocultado pela mãe no momento da matrícula. Ao ingerir o alimento líquido, o bebê engasgou, e a tosse que veio logo em seguida não assustou Catherine, que prontamente segurou o bebê e iniciou um procedimento emergencial que salvou sua vida. A atendente hoje é reconhecida por pais, colegas e superiores como uma heroína.

Essa história, não ficcional, retrata um momento por qual funcionários de escolas públicas podem passar. Assim como Catherine, todos precisam estar cientes do que fazer, e quais procedimentos tomar quando um incidente ocorrer. Desde o primeiro momento em que uma criança é deixada pelos pais aos cuidados da escola, a responsabilidade deve ser gerenciada com cautela e profissionalismo, para fronteiras além da alfabetização. Motoristas de transporte escolar, atendentes, merendeiras, equipe de limpeza, professoras, coordenadoras e diretoras, todos devem envolver-se integralmente com aquele aluno.

Aproveitando a disponibilidade desses profissionais na quarta-feira de cinzas, as secretarias de Educação e Cultura e Saúde, organizaram conjuntamente uma rede de estudos de primeiros socorros, com debates, exposições, demonstrações e treinamentos, em parceria com o Corpo de Bombeiros de Serra Negra.

No primeiro momento, profissionais da saúde transmitiram as informações aos mais de 400 presentes na tarde do último dia 6 de março, no Centro de Convenções. Para o vice-prefeito , que é médico e palestrou na ocasião, essa rodada de palestras “é importante porque vai de encontro a uma necessidade identificada pelo município, que é a de atender às crianças que vierem a sofrer um incidente já no primeiro momento. As professoras são as primeiras pessoas que lidam com nossas crianças, e precisam estar preparadas para prestar os primeiros socorros”, contou. Segundo ele, a intenção das palestras é orientar todos os funcionários da educação municipal, com o objetivo de atenuar os riscos às crianças.

A secretária municipal de Educação e Cultura, e anfitriã do encontro, abriu o evento relatando histórias em que professoras e atendentes salvaram a vida de crianças durante o período de aula. Para ela, todos os profissionais da rede pública de ensino que têm contato com os alunos devem estar capacitados para atender a uma necessidade urgente de saúde. Ela, que também é professora, afirma que “o primeiro atendimento é sempre fundamental para que um quadro não se agrave. Seja uma queda, uma colisão ou um afogamento, é importante que quem estiver cuidando da criança naquele momento saiba exatamente qual procedimento realizar”.

Enfermeira e secretária municipal de saúde, outra palestrante da tarde, salientou que essas palestras terão continuidade nas próximas semanas, a partir da elaboração de uma agenda em parceria com a pasta da Educação: “Hoje estamos fazendo uma capacitação para o primeiro atendimento básico, mas nossa intenção é ampliar esse programa e estendê-lo a todos os profissionais da saúde do município, que percorrerão as escolas, transmitindo informação e capacitando os funcionários que ali trabalham”. Segundo a secretária, o próximo passo é envolver as crianças, mostrando a elas que a responsabilidade de olhar o colega com atenção e cuidado é compartilhada com todos: “Ele pode identificar num coleguinha de sala se ele está sofrendo, se está com dor ou algum incômodo”, frisou.

Na sequência dos trabalhos, a equipe dos bombeiros subiu ao palco do auditório Mário Covas para fazer demonstrações dos procedimentos práticos que devem ser adotados pelos profissionais que lidam direta e diariamente com crianças. Foram ministradas noções de primeiros socorros com o fim de preservar vidas sob-risco iminente e em perigo, fazendo uso de equipamentos de apresentação, como colchonetes e bonecos. Nessa, que é a primeira palestra, temas como hemorragia, traumas, casos clínicos e engasgamento foram abordados para as equipes da rede pública municipal.

Segundo Valter Oliveira Preto, sargento do Corpo de Bombeiros de Serra Negra, é importante que iniciativas dessa natureza sejam implementadas e continuadas no município: “Apesar de o curso de primeiros socorros ser bastante extenso, palestras como essa são de extrema importância no caso de haver a necessidade de uma ação imediata dentro da sala de aula e nos arredores de uma instituição de ensino”, afirmou.

“193, Emergência”

É comum observarmos no cotidiano crianças afogadas, quedas de idosos no solo, acidente com objetos cortantes, entre outros casos, e muitas vezes não sabemos como ajudar e auxiliar uma vítima. Sendo assim, é importante que a população tenha o conhecimento necessário para prestar o primeiro atendimento, e mesmo manter a calma para dirigir-se a uma unidade de saúde, como hospital ou pronto-socorro.

Para o sargento Oliveira, não se trata de um conhecimento restrito à profissionais da educação, mas que deve ser expandido à toda a população: “Não somente dentro da sala de aula, mas no exercício da cidadania, no dia-a-dia. Todos nós precisamos ter noção de como ajudar a uma pessoa que possa estar correndo algum tipo de risco. Com o mínimo de conhecimento você pode salvar uma vida”, enfatizou.  O militar alertou ainda que, em caso de emergência, o telefone 193 da corporação está sempre à disposição de toda a população.

Treinamento contínuo

Ao longo desta semana, o treinamento continuou nas escolas. Todos os funcionários da rede pública de ensino de Serra Negra têm a oportunidade de receber orientação, tirar dúvidas e realizar manobras com bonecos, sob orientação de enfermeiras do município.

Na terça-feira, dia 12 de março, as palestras ocorreram nas Escolas Municipais de Ensino Básico (EMEB) Aracy Sodré, Lourdes Taborda, Albino Brunhara, pela manhã, e Maria Lúcia Azevedo, e Alzira Silveira Palma e Silva, no período da tarde. Já na quarta, dia 13, nas EMEBs Zaira Antunes Franchi e Therezinha Avancini. E na quinta-feira, dia 14 de março, o treinamento passou pelas escolas municipais Priscila Salzano, Rosalba Perondini e Haydee Padula, no período da manhã, e nas EMEBs Geraldo Leme, Durval de Paula Chagas e Maria Aparecida Bicudo, à tarde.

Após essa primeira rodada de palestras e treinamentos, as secretarias de Educação e Cultura e de Saúde se reunirão para fazer um levantamento para avaliar se algum funcionário de qualquer unidade de ensino municipal ficou sem receber o treinamento.

Voltar

Fotos

LOCALIZAÇÃO
Praça John Kennedy, S/N - Centro
Palácio das Águas - CEP: 13930-000
Serra Negra, SP - (19) 3892-9600
Horário de Atendimento ao Público: 8h às 17h
CANAIS OFICIAIS
           
Logo Desenvolvido por Frequência