Bovinos e bubalinos devem ser vacinados

10/05/2013 09:23:50

A primeira etapa da vacinação contra a Febre Aftosa será realizada durante todo o mês de maio, quando o produtor deve vacinar todos os bovídeos, ou seja, bovinos e bubalinos com até 24 meses de idade.

São Paulo tem uma população de bovinos e bubalinos na faixa etária de até dois anos estimada em 4,5 milhões de cabeças. Em maio passado, o índice alcançado foi de 99,03 por cento dos animais vacinados no Estado. O rebanho total paulista é de 11 milhões de cabeças. São Paulo não registra focos da aftosa há 17 anos. Mais informações podem ser obtidas na Casa da Agricultura de Serra Negra, pelo telefone 19-3892-2933

Sobre a vacinação

O criador deve observar alguns cuidados para garantir uma boa vacinação:

- adquirir vacina somente em estabelecimentos cadastrados pela Coordenadoria de Defesa Agropecuária. A legislação proíbe a o uso de vacinas contra a febre aftosa adquiridas em etapas de vacinações anteriores.

- a vacina deve ser mantida entre 2 e 8 graus centígrados, tanto no transporte como no armazenamento. Para isso deve ser usada uma caixa de isopor, com no mínimo dois terços de seu volume em gelo. A vacina nunca deve ser congelada;

- escolher o horário mais fresco do dia para realizar a vacinação;

- vacinar de preferência no terço médio do pescoço (tábua do pescoço). Independente da idade, a dose é de 5 ml de vacina. A vacinação é obrigatória para todos os bovinos e bubalinos com até 24 meses.

- usar seringas e agulhas higienizadas - sem o uso de produtos químicos (nem álcool, nem cloro);

- substituir a agulha com frequência, para evitar infecções;

- manter os frascos da vacina resfriados durante a operação;

- classificar os animais por idade (era) e sexo, para evitar acidentes durante a vacinação;

- a vacinação deve ser realizada de 01 a 31 de maio de 2013. O criador tem até o dia 07 de junho para comunicar a vacinação ao órgão oficial de Defesa Agropecuária. É preciso ainda, declarar todos os animais de outras espécies existentes na propriedade, tais como: equídeos (equinos, asininos e muares), suideos (suínos, javalis e javaporco), ovinos, caprinos, aves (granjas de aves domésticas, criatórios de avestruzes).

A vacinação contra a febre aftosa é obrigatória. O criador que não vacinar ou não comunicar a vacinação à Defesa Agropecuária sofrerá as seguintes penalidades: 5 Ufesps, ou seja R$ 96,85 por cabeça por deixar de vacinar, e 3 Ufesps, ou seja R$ 58,11 por cabeça por deixar de comunicar a vacinação. O valor de cada Ufesp - Unidade Fiscal do Estado de São Paulo vale R$ 19,37.

Voltar
LOCALIZAÇÃO
Praça John Kennedy, S/N - Centro
Palácio das Águas - CEP: 13930-000
Serra Negra, SP - (19) 3892-9600
Horário de Atendimento ao Público: as 13:00 as 18:00
CANAIS OFICIAIS
           
Logo Desenvolvido por Frequência