Open/Close Menu

Informações para Contato

Praça John Kennedy, S/N - Centro
Palácio das Águas - CEP: 13930-000

Telefone
Horário de Atendimento ao Público

8h às 17h

A Secretaria Municipal de Saúde da Estância de Serra Negra, juntamente com o Conselho Municipal de Saúde, realizaram no dia 30 de janeiro, mais uma audiência pública para prestação de contas.
A apresentação aconteceu na Câmara Municipal e teve como referência o 3º quadrimestre do exercício de 2019. Foram expostas informações detalhadas de valores de receitas, despesas e ações de atendimentos de todos os Departamentos da Secretaria. Cada responsável pelo setor fez sua explanação.

Em resumo, foi apresentado que, entre setembro e dezembro de 2019:

- A arrecadação do município no quadrimestre final foi na média de R$ 20 milhões. Sendo que no ano de 2019 o total foi de cerca de R$ 67,7 milhões. Na Saúde, ultrapassando a exigência constitucional de 15%, foram aplicados cerca de R$ 14 milhões no ano (o que representa 21%).
- A Secretaria conseguiu melhorar índice de faltas nas consultas, mas a população precisa se conscientizar que as faltas também são pagas.
- Com locação de imóveis, foram gastos R$ 61.836,60 mil (de setembro a dezembro).
- Com despesas diversas como oxigênio, auxílio alimentação para médicos, material de escritório, gráfico e de limpeza, foram R$ 93.817,86.
- Na Atenção Básica:
*Atendimentos do Programas Saúde da Família (PSF) foram 18.138 consultas distribuídas, com registro de 2260 faltas (12,46%)
* Nas Unidades Básicas de Saúde (UBS), 3845 consultas com 510 faltas. E somam-se ainda os procedimentos, na ordem dos 32.214.
- Gastos com médicos credenciados ao Consórcio Intermunicipal de Saúde do Circuito das Águas (Conisca) totalizaram R$ 202.131,25
- Com laboratórios credenciados, foram gastos R$ 177.944,01.
- No setor de Odontologia foram 11.567 procedimentos / 4984 consultas / 844 tratamentos concluídos e 37% de faltas.
- Na Fisioterapia, teve aquisição de dois novos equipamentos / 1825 atendimentos entre respiratório, neurológico, traumas e ortopédicos, com 535 faltas. Teve ainda os atendimentos domiciliares, que totalizou 154.
- Houve ainda mutirões de cirurgias ginecológicas,
- No ambulatório municipal, a especialidade mais procurada foi oftalmologias, seguido de ortopedia e dermatologia.
- No Conisca, as consultas vasculares chegaram a 258 no quadrimestre. E os exames de doppler foram os mais autorizados (242). Gastos com exames via Conisca foram de 728.361,24 sendo R$ 2.197,00 de faltas.
- No Sistema Cross, foram conquistados exames como mamografia bilateral, tomografias computadorizadas, endoscopia, etc.
- No setor de transporte, registro de 2256 viagens, com 4650 pacientes e 2353 acompanhantes, com mais de R$ 320 mil em gastos.
- E foram citados ainda os procedimentos com a Rede Hebe Camargo de Combate ao Câncer; os atendimentos no programa de Controle de Tabagismo; atendimentos no Centro de Atenção Psicossocial (Caps) com 1548 pacientes cadastrados e 51 novo acolhimentos; os atendimentos farmacêutico com média de 17 mil mensais; análises da água das fontes públicas; ações da Vigilância Sanitária, Epidemiológica e Serviços de Segurança do Trabalho

“A realização de audiência pública é não somente uma exigência, mas uma oportunidade de o Poder Público exercer a transparência dos investimentos na Saúde. Quem compareceu teve a oportunidade de entender melhor o funcionamento do Sistema Único de Saúde e entender como sobrevivemos financeiramente”, afirmou a secretária municipal de Saúde.


GALERIA DE FOTOS:
COMPARTILHE: