Open/Close Menu

Informações para Contato

Praça John Kennedy, S/N - Centro
Palácio das Águas - CEP: 13930-000

Telefone
Horário de Atendimento ao Público

8h às 17h

A Prefeitura da Estância de Serra Negra, por meio do grupo de apoio técnico ao Covid-19, formado entre profissionais da Secretaria Municipal de Saúde e do Hospital Santa Rosa de Lima, após a Organização Mundial da Saúde (OMS) declarar que está em curso uma pandemia do novo Coronavírus (Covid-19), vem a público informar às gestantes e seus familiares que, embora o vírus cause infecção respiratória e preocupe a todos, inclusive as gestantes, NÃO HÁ MOTIVOS PARA PÂNICO, com base em orientações da Associação de Obstetrícia e Ginecologia do Estado de São Paulo (Sogesp).
Um informe oficial da Sogesp, divulgado na quarta-feira, 18 de março, recomenda que os médicos orientem as gestantes que:
- de acordo com as evidências científicas atuais, a infecção do novo Coronavírus não tem se mostrado mais grave ou mais frequente em gestantes;
- devem tomar medidas de prevenção como lavar as mãos com água e sabão ou usar álcool gel, não compartilhar objetos pessoais, manter os ambientes ventilados e evitar aglomerações;
- devem entrar em contato com seu obstetra de confiança caso apresente sintomas como febre, tosse, dificuldade para respirar, congestão nasal ou conjuntival, dificuldade para deglutir, dor de garganta, dores musculares, mas que não buscar o pronto atendimento hospitalar nesses casos. A grande maioria dos casos de infecção pelo novo coronavírus evolui de forma leve (80 a 85%), devendo iniciar o tratamento – que consiste basicamente em repouso, hidratação e medicação para alívio dos sintomas, conforme cada caso – e isolamento em domicílio.
- devem buscar atendimento hospitalar para investigação, diagnóstico, isolamento e tratamento apenas em caso de piora do quadro clínico ou sinais de alerta de complicações, como aumento ou prolongamento do período de febre ou sinais respiratórios, taquicardia (aumento dos batimentos cardíacos), dor pleurítica (dor no peito), fadiga (cansaço) e dispneia (falta de ar).
Caso a gestante se configure como caso suspeito ou provável de contaminação pelo novo coronavírus, seguindo as medidas determinadas pelo Ministério da Saúde, o médico deverá atestar sua condição (Infecção por coronavírus de localização não especificada) indicar seu isolamento domiciliar ou hospitalar, a depender da gravidade do caso, por até 14 dias. Nesse caso, por determinação legal, será considerado falta justificada ao serviço público ou à atividade laboral privada o período de ausência decorrente do isolamento.
O grupo de apoio técnico ao Covid-19 e o comitê de prevenção da Prefeitura – criado pelo decreto nº 5.022, de 16 de março de 2020, que dispõe sobre medidas de enfrentamento à pandemia do novo coronavírus, no âmbito do Poder Executivo Municipal – pedem que, neste momento, todos compreendam a conjuntura e tenham calma.
Ainda não sabemos quais serão os impactos em todo o mundo, mas para que sejam os menores possíveis é preciso que todos façam sua sigam as medidas de prevenção ao vírus, aumentando a possibilidade de que o quanto antes possamos voltar à normalidade.
NÃO É UMA SITUAÇÃO DE PÂNICO E SIM DE ALERTA PARA QUE NÃO SEJA PRECISO ENTRAR EM PÂNICO.

COMPARTILHE: