Open/Close Menu

Informações para Contato

Praça John Kennedy, S/N - Centro
Palácio das Águas - CEP: 13930-000

Telefone
Horário de Atendimento ao Público

8h às 17h

Com a implantação de equipamentos de sistema de proteção para combate a incêndio e situações de emergência em escolas municipais do município de Serra Negra, a Secretaria de Educação tem realizado o treinamento de servidores para o uso e manipulação desses equipamentos. Esta seria mais uma etapa para a obtenção do Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros (AVCB), desde a instalação de hidrantes e reservatórios de água para abastecê-los, luzes de emergência, adequação no encanamento de gás ligado aos fogões nas cozinhas até à capacitação.
Na quinta-feira, dia 15, funcionários da Escola Municipal Maestro Fioravante Lugli, no bairro Palmeiras, receberam o bombeiro civil profissional, André de Campos Bueno, que realizou toda a qualificação teórica e atividades práticas de Brigada de Emergência. “Incluímos noções de primeiros socorros, treinamento para evacuação, e controle de qualquer situação de incêndio ou emergência dentro da escola”, explicou ele, que ensina o manuseio de extintores, mangueiras de combate a incêndio, uso de hidrantes e alarmes de incêndio.
De acordo com a secretária municipal de Educação, estes equipamentos são instalados e distribuídos de acordo com a área de cada escola. “E o treinamento é essencial para que o funcionário saiba ligá-los, quebrar o vidro e agir no momento de emergência”, declarou a secretária.
Antes do treinamento, André vistoriou o local, a reserva de água e fez teste para identificar vazamento de gás. “Parabéns a Prefeitura por este compromisso com a segurança dos prédios municipais, dos servidores e dos clientes, que são os alunos. Essa proatividade em manter o treinamento e escolas em condições adequadas, conforme exige o Corpo de Bombeiros, merece cumprimentos”, afirmou.
Quanto à importância do treinamento, o bombeiro civil lembra que acontece muito de ter o equipamento no momento de emergência e não ter a equipe treinada para operar. “Por isso também reforço que a instrução deve ser reciclada a cada 12 meses, porque, mesmo uma equipe treinada acaba esquecendo como fazer. Como não há, graças a Deus, incêndios com freqüência, eles acabam não praticando”, completa ele, que ouviu relatos já vivenciados pelos participantes.
A mesma ação acontece nas Escolas Municipais Profª Zaira Antunes Franchi (bairro da Serra), Prof ª Priscila Salzano Cordeiro Brisolla (Alto das Palmeiras) e Profª Maria Lucia S.S de Azevedo  (Centro).

GALERIA DE FOTOS:
COMPARTILHE: